Cemitério, Curiosidades

Cremação

Cremação é o processo pelo qual os corpos de pessoas mortas são carbonizado, ao invés de serem sepultados ou enterrados, como é o costume na maioria dos países ocidentais.

Apesar de muita gente defender a tese de que a cremação é a melhor forma para se cuidar dos restos mortais, ainda existe uma grande resistência de boa parte da população (estamos falando de Brasil) devido a mitos e religião.

Nos últimos anos aumentou muito o número de pessoas que optam pela cremação, devido a divulgação pela mídia e conscientização de que assim, os restos mortais, seus ou de seus entes queridos não contaminaram o solo.

p.s. No Crematório da Vila Alpina são realizadas em média 30 cremações ao dia, totalizando 900 ao mês.

 

O que é preciso para ser cremado?

Para ser cremado, na maioria dos estados do Brasil, o mais simples seria que o falecido, enquanto vivo, já deixasse uma declaração onde expresse esse desejo.

Porém se esse não for o caso e a família ou responsáveis pelo corpo, preferem que o mesmo seja cremado, aqui vão as instruções.

O responsável, preferencialmente um parente de primeiro grau, deve entrar em contato com a agência funerária mais próxima para realizar a contratação do serviço.

Neste momento já deve estar com a declaração de óbito assinada por 2 médicos.

Os documentos que serão solicitados no crematório são:

 

  • Autorização de cremação;
  • Cópia autenticada do atestado de óbito;
  • Guia de arrecadação de exumação ou declaração do cemitério com as informações do sepultamento (conforme explicado acima);
  • Cópia simples do RG e CPF do autorizante;
  • Certidão de casamento ou nascimento do falecido.

 

É necessário que um parente de primeiro grau esteja presente para assinar uma ata no crematório, isso na presença de 2 testemunhas que também assinarão.

O processo acima é válido para morte natural.

Em casos de morte violenta, isso pode demorar um pouco mais, pois a cremação é um processo em que não haverão restos para possível exumação se necessário a reabertura ou conclusão de inquéritos.

Neste caso além, de toda documentação também é necessário uma autorização do Poder Judiciário que mediante a uma declaração do delegado de polícia responsável, dizendo que não se opõe ao processo, juntamente com o Boletim de Ocorrência.

Todos estes trâmites, podem demorar de 24 a 48 horas e muitas vezes, devido a não conclusão das investigações, não ser autorizada a cremação.

A agência funerária mais próxima do Crematório Vila Alpina é a do Cemitério Quarta Parada.

As informações acima são de fontes do Crematório e pesquisas junto a outros blogs.

 

Como funciona a cremação

Vamos citar abaixo, como ocorre uma cremação no Crematório da Vila Alpina, que é nosso foco neste blog, por se tratar de assuntos relacionados ao Cemitério São Pedro que divide terreno com o Crematório.

Após a liberação do corpo pelo IML, o mesmo segue para o local destinado, onde em muitos casos antes da cremação é realizado um velório em uma das salas do cemitério São Pedro ou ainda em outro local escolhido pela família.

Esta cerimônia fúnebre não é obrigatória, podendo-se optar por ir direto para o crematório.

O Crematório é um local parecido com um auditório, onde antes das cremação o caixão é apresentado aos presentes, que prestam suas melhores e últimas homenagens, com orações, coroas de flores e músicas (que são escolhidas antecipadamente).

Esta cerimônia dura em média 20 minutos.

Imediatamente após as Melhores Homenagens, o caixão desce para um forno com temperatura entre 1400 e 1800 graus, onde permanece por aproximadamente 3 horas.

Durante este tempo, acontecem os seguintes processo:

Por estarem expostos a temperaturas altíssimas, o cabelo, pele e ossos, simplesmente evaporam, somem.

O que sobra na realidade e são entregues à família em forma de cinzas são algumas partículas minerais, como as que compõem os ossos, pois estas são resistentes ao calor.
Na cremação o corpo deve estar acomodado em uma urna funerária (caixão) e o mesmo é queimado, juntamente com roupas e outros pertences que estiveram lá dentro.

No Crematório da Vila Alpina ou Dr. Jayme Augusto Lopes, tem 2 fornos, mas existe a garantia de que mesmo sendo cremados 2 corpos ao mesmo tempo, as cinzas são depositadas em locais separados.

Os parentes e amigos (em número que se acomodam no crematório podem presenciar a cerimônia)

Coroa de Flores com homenagens, podem ser entregues no local.

É permitida a realização e orações e cerimônias religiosas, desde que curtas e sem o uso de aparatos religiosos, como tambores, incensos e outros.

Endereço do Crematório Vila Alpina

Av. Francisco Falconi, 437 – Jardim Avelino – São Paulo

 

Quanto custa uma Cremação?

No Crematório da Vila Alpina em São Paulo, isso varia entre R$6.000,00 e R$10.000,00 dependendo do que se é contratado (Valores em 2017)

Porém existem outros crematórios no estado em que os valores podem ser diferentes.

Cito alguns:

Crematório Jardim da Colina – São Bernardo

Crematório Horto da Paz – Itapecerica da Serra

Crematório Primavera – Guarulhos

Para maiores informações sobre valores de cremação é ideal que você entre em contato com os crematórios, ou ainda se informe na agência funerária.

 

Cremação – Religião e Tradição.

Mesmo sendo considerada a melhor maneira para se desfazer dos restos mortais, ainda muitas religiões e tradições são contra este processo.

Vamos falar um pouco sobre isso:

 

Católicos e Evangélicos

De maneira geral são contra, pois se baseiam em uma passagem bíblica que diz:

“Do pó vieste e ao pó retornará.”

Neste caso, se tratando da terra (barro) que acreditam que foi a partir dele que o homem foi criado por Deus.

Porém, tanto evangélicos quanto católicos não têm uma proibição veemente e sim uma recomendação para que os corpos sejam sepultados e não cremados.

 

Espíritas

Os espíritas não têm nenhuma objeção a este processo, desde que o mesmo seja realizado com no mínimo 72 horas após a morte, período que eles crêem que o espírito ainda está em contato com o corpo.

 

Hinduísmo

Esta sim, é totalmente favorável por acreditarem que o fogo é um elemento purificador e com isso fará com que o espírito se desapegue totalmente dos bens materiais deixados na terra e siga seu caminho para eternidade com mais leveza.

 

Judeus

Os judeus proíbem a cremação, por dizerem que isto trará um grande sofrimento à alma.

Também baseados no versículo de Gênesis.

E ainda por acreditarem que a separação imediata entre corpo e espírito é ruim e o que o mesmo deve ocorrer de forma gradativa, como acontece quando o corpo é enterrado.

Além disso ainda citam outros versículos do velho testamento em que o enterro é a única forma aceita quando chega a morte.

E os filhos de Isaac enterraram seu pai – Gênesis – Bereshit 35:29”

“Abrahão enterrou Sarah – Gênesis – Bereshit 23:19”

Não sendo permitido nem que as famílias sentem em luto pelo falecido, quando este opta por ser cremado.

Também não é aceito o enterro das cinzas em cemitério Judaico.

 

Muçulmanos

No Islamismo, também a cremação é proibida, visto que acreditam que o corpo deve ser enterrado em contato direto com a terra.

Em países onde esta religião é predominante, os corpos são enterrados sem caixão (urna funerária)

 

Resumo:

Não encontramos relatos que proíbem a entrega de flores em funerais, sejam eles enterros ou cremação, com exceção dos islâmicos que não as aconselham, pois dizem que o morto deve partir para eternidade sem nenhum vestígio de coisas ou bens desta terra.

Em suma, a maioria das religiões, principalmente as que crêem em um único Deus a cremação é proibida.

Todas as informações aqui citadas, são frutos de pesquisas em outros blogs, literatura e pessoas.

Não podemos afirmar que são totalmente verídicas.

 

Equipe Flores São Pedro

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *